Menotti joga na Rua Javari antes da fama

César Menotti

César Menotti

O juventus, time paulistano do bairro da Mooca que hoje amarga a séria A-2 do Paulista, é conhecido por Moleque Travesso por pregar peças em seus oponentes quando menos esperavam. Os adversários achavam que o time da Rua Javari era presa fácil. Mas era só o grená da camisa se mostrar em campo para que se percebesse que a vida às vezes coloca encrencas inesperadas no caminho.

E a hisatória desse time que se fingia de pequeno é cheia de supresas. O argentino César Luis Menotti, por exemplo, encerrou sua carreira de jogador na Rua Javari, na temporada de 1969/70, para depois se tornar o técnico da seleção argentina que conquistaria a Copa de 1978.

Na temporada anterior, Menotti atuara pelo Santos. E se o Santos colocara o argentino na rua javari no final da década de 60, o Joventus fizera o mesmo com o Peixe no começo daquela década com um jogador que seria chave no time de Pelé: Lima.

Considerado o coringa da equipe por jogar em várias posições, Lima saiu do Juventus para jogar no Santos em sua fase mais exuberante, quando conquistou sete campeonatos paulistas entre 1961 e 71; ou seja, sete num total de 11 possíveis.

Lima foi contratado em 1971 pelo Jalisco Gadalajara, do México, onde permaneceu por três anos. De volta ao Brasil, atuou pelo Fluminense e depois deu uma canja no futebol dos Estados Unidos em 1975, antes de encerrar sua carreira como jogador na Portuguesa Santista. Lima hoje trabalha no departamento de marketing do Santos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: