Anelka chuta o balde e sai de cena

O técnico Domenech e Anelka

“Vá tomar no…, sujo filho da p…”. Este chute na canela do técnico da seleção francesa Raymond Domenech  teria partido do atacante Nicolas Anelka, depois de ter sido criticado no intervalo da partida contra o México, na quinta-feira. E ontem a Federação Francesa (FFF)  tirou o jogador do Chelsea da Copa do Mundo.

Depois do bate-boca, segundo o jornal L’Équipe, durante a manhã deste sábado houve uma reunião entre Domenech, Anelka e Patrice Evra, capitão dos Bleus. Jean-Pierre Escalettes, presidente da Federação Francesa, pediu então a Anelka que pedisse desculpas oficiais à opinião pública francesa, a Domenech, aos jogadores e à comissão técnica.
Como Anelka não quis conversa, decidiu-se pela sua exclusão do grupo.

Anelka vinha reclamando de estar muito isolado no ataque. Queria atuar mais pelos lados, idéia descartada por Domenech.
Nos dois jogos da França na Copa do Mundo, Anelka foi titular. Mas teve atuações discretas na estreia contra o Uruguai (0 a 0) e  na partida contra o México (derrota por 2 a 0).

A França pode ser eliminada ainda na primeira fase da Copa do Mundo. A equipe tem apenas um ponto no grupo A, ao lado da África do Sul. Uruguai e México estão com quatro. Na terça-feira, os Bleus enfrentam os sul-africanos em Bloemfontein às 11h (horário de Brasília).